segunda-feira, 25 de maio de 2009

O Assassinato de Sidney Nicéas


O tempo correra quase sem se perceber. Aí, ele já passava dos 30 anos de idade. Incomodado, percebeu que muito do que acreditava ser não passava de ilusão. Foi quando, de uma vez por todas, decidiu agir.

Disposto a tudo para conseguir destruir o que de ilusório havia em si, bateu de frente com sua própria persona. Lutas intermináveis o consumiram por anos a fio. Embates desgastantes que resultaram num prenunciado assassinato.

- Sidney Nicéas está morto!

A notícia se espalhou dentro do ser agora largado ao léu. Novas diretrizes foram inevitáveis: modificar hábitos, mudar a freqüência dos pensamentos, equilibrar o próprio interior, enfim, realizar a mais difícil alquimia, que é transformar o “eu quero ser” no “eu sou”.

Sidney Nicéas se foi. Descartado em suas faces mais sombrias. Ainda que não seja hoje totalmente o que deseja, assassinou o ser de outrora e iniciou os necessários passos para mudar a própria condição. Assassínio ou suicídio? Muitos se questionam, mas até hoje ninguém sabe ao certo. Todavia, um novo homem tem renascido dessas cinzas.

"Seja bem-vinda, dona Morte"! Essa é a expressão do momento. E quem não a deseja, assim, nesses termos?

5 comentários:

  1. Sidney
    Muito forte esta reflexão, espero que vc esteja bem, e só um comentario: tudo é muito relativo, é depende muito do ponto que estamos olhando. beijos

    ResponderExcluir
  2. vai-se um homem, e de seu casulo criptal ,surge uma borboleta ,que sai em disparada pela floresta alegremente dando alegria a todos...


    ps.me espera no inferno!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Liane! O momento é o melhor possível. Acreditas???

    OBS.: ao "amigo anônimo"... kkkkk... O inferno é aqui!!!! O desafio é, aqui mesmo, conquistar o paraíso...

    ResponderExcluir
  4. renato f. moscoso26 de maio de 2009 09:36

    Olá Sidney.
    Essa sua reflexão é bem forte e também profana
    mais lhe digo!, estar vivo hoje é um bom motivo
    para se agradecer todos os dias.
    Um abraço...
    renato (vitória -PE).

    ResponderExcluir
  5. Isso, Renato. Concordo plenamente...

    ResponderExcluir