segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Espelho de Mim



Um foco aceso e desfocado,
Retalhos de luz e sombra,
Complexo de partes antagônicas,
Conjunto inteiro e fracionado.

Um portal com interna dimensão,
Silhueta de traços indefinidos,
Porção inteira de antagonismos,
Raios dispersos em coesão.

Meu inverso refletido,
Minha história num segundo,
Um “eu” nu espelhando o mundo.

Meu reflexo, imagem sem fim,
Minha imagem, reflexo de mim,
Meu espelho, meu tudo.


(Poesia publicada no meu primeiro livro, “O Que Importa é o Caminho”, 2004)

6 comentários:

  1. Que imagem o espelho do nosso eu reflete a nós mesmos a aos outros? Pergunto-me isso todos os dias. Lindo poema Sidney.

    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Bela reflexão, Luiza. Bela reflexão...

    ResponderExcluir
  3. As vezes o espelho me diz verdades que eu não gostaria de saber...

    linda Sidney!!!

    ResponderExcluir
  4. É assim mesmo, Rosangela: só há verdade no que é refletido...

    Valeu!

    ResponderExcluir
  5. Então vou REFLETIR sobre este assunto (olha o trocadilho ai !!!) kkkkk

    ResponderExcluir