domingo, 20 de setembro de 2009

Desilusão é Bênção: Alguém Duvida?

"Agradeça quando se sentir desiludido, pois isso significará que você um dia viveu numa grande ilusão". (Mestra Rowena)


A frase da grande mestra Rowena revela algo simples. Traduz uma obviedade ignorada pela humanidade. Impele-nos, pelas vias mais elementares, a compreender a 'realidade' da vida: ilusão.

Sim. A vida é uma grande ilusão. Período passageiro. Oportunidade ímpar de estar num planeta como a belíssima Terra. De exercer uma experiência material. De compreender na prática a oportunidade de ser carne enquanto se é divindade - e de descobrir o ponto de equilíbrio. De absorver de uma vez por todas que a matéria é perecível, mas que a vida superior é perene.

Ontem abri o jornal e só encontrei ilusão: a mulher que foi detida numa penitenciária levando maconha escondida na vagina; o homem assassinado por motivo banal; o enterro de uma criança morta atropelada por um motorista embriagado; a famosa topando posar nua por um punhado de dinheiro... Quanta ilusão...

Acho que por isso mesmo, hoje acordei com a sensação de desilusão me consumindo. Desilusão por não partilhar dos mesmos 'desejos' da grande maioria - e, também, por ainda partilhar de alguns deles; por acreditar que posso ser muito mais do que sou, quando muitos não acreditam; por saber que percorri longas e árduas estradas - e continuo seguindo -, quando outros sequer conseguem enxergar isso. De ver as pessoas mergulhadas numa triste ilusão coletiva, cegos por esse enganoso véu.

Desilusão, sim, mas com um tom adocicado. Que me consola justamente por me revelar que um dia estive iludido - e que o que me incomoda também é ilusório. Que me aponta um desejo interior de ser hoje melhor do que ontem e me faz compreender minhas próprias limitações. Enfim, que me afirma silenciosamente que a humanidade um dia acordará - e eu também.

Vou passar o dia curtindo isso. À noite, contudo, quero me deitar, fechar os olhos e abrir a janela da alma. Quero amanhã acordar renovado, respirando o ilusório ar terreno, ciente de que dele não dependo para viver a verdadeira vida. Vou querer enxergar a tudo com olhos divinos e buscar a compreensão de que é possível viver sem essa ilusão material que me rodeia. E quero, definitivamente, acreditar que sou um projeto superior, cujo êxito só depende mesmo de mim.

Desilusão é bênção. Alguém duvida? Eu não...

4 comentários:

  1. Sidney, premiei você com o selo Amizade Internauta:

    http://conscienciaefervescente.blogspot.com/2009/09/selo-amizade-internauta.html

    Parabéns e venha recolher o selo! =)

    Abração

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Sidney. Agora entendo porque a ilusão quando lutamos por um grupo e temos que aguentar alguns covardes que furam uma greve. A desilusão nos ensina.

    ResponderExcluir